Day Trade no Forex

Viver de Day trade no Forex, é possível?

Operações day trade no forex possuem vantagens em relação as chamadas operações normais (compra e venda em dias diferentes), principalmente para os investidores que buscam retorno no curto prazo. Mais »

Scalping no Forex

Técnica Scalping no Forex – Como funciona

Saiba o que é o Scalping e porque deverá usar esta estratégia para ganhar dinheiro em Forex. Guia completo sobe scalping no forex, vantagens e desvantagens da estratégia. Mais »

Forex-Star-Wars

Forex Star Wars: A Relação Entre Você e a Força

Se você é um cinéfilo de plantão não precisa temer, não temos spoilers neste texto! Em forex a relação entre você e a força: divertidas e instrutivas semelhanças entre o nosso ofício Mais »

Como o spread do seu forex broker pode te prejudicar?

Como o spread do seu forex broker pode te prejudicar?

Primeiramente é preciso saber o que é o termo “spread”. Spread no contexto do mercado financeiro, principalmente no mercado forex, é a diferença entre o preço de compra e o preço de venda dos pares de moedas. Pode parecer meio que absurdo, porém isso existe e você terá que se acostumar a isso, afinal, como eu gosto de dizer, “não há almoço de graça”.

 No mercado forex os preços das trocas costumam ter dois valores, BID e ASK. O preço ASK é o preço de compra, é este valor que você deve analisar ao querer comprar algum par. Já o preço BID é o preço de venda, e deve ser respeitado ao querer vender qualquer troca. A diferença entre BID e ASK vai nos dar a informação de qual é o spread daquele par. Contudo, é bom deixar claro que os spreads não são iguais em todos os forex brokers. Cada corretora trabalha com uma forma diferente ao cobrar o spread dos seus clientes.
Muitos forex brokers cobram spreads fixos, e por mais que isso possa ser atrativo, na verdade, pode ser uma armadilha, afinal esses valores são em quantidade alta, por exemplo no EUR/USD com números de 3 pips. O quê? 3 Pips no eurodólar? Esses valores altos no spread geralmente são cobrados por corretoras pequenas ou market makers, cujas negociações nessas empresas eu não aconselho. Além do mais, temos diversas corretoras ECN que cobram valores de spread de menos de 1 pip no EUR/USD.
Mas, por que não, valores fixos de spreads não são atrativos, afinal de contas, com a exata quantia que pagaremos ao broker, na forma de “comissão”, facilitará termos um ótimo controle do money management? Não, isso não justifica pagar uma quantidade de comissão que muitas vezes é 4 vezes superior a outras boas possibilidades oferecidas por outros brokers. Veja só, um ECN BROKER geralmente cobra valores de spreads que variam de acordo com a volatilidade, porém, mesmo assim, esses valores são muito abaixo das quantias fixas cobradas pelas corretoras de baixa confiabilidade.
Acima dei um exemplo de spread cobrado no EUR/USD que normalmente tem o melhor valor de todos os pares de moedas. Quero que você veja os spreads cobrados pelos pequenos brokers em pares de moedas diferentes. Verá que os números são quase que absurdos para fazer operações em períodos menores. Em outras palavras, operar gráficos de minutos é impossível com um spread muito alto. A não ser que você se sinta muito seguro com essas corretoras e, também, opere em time-frames maiores, como o diário ou semanal.
Para salientar ainda mais a questão dos spreads altos, imagine que você compra um mini-lote do eur/usd e que sua corretora cobre um spread fixo de 3 PIPs. Portanto, você ao comprar aquele par de moedas já sai perdendo a quantidade de 3 dólares, precisando vencer na operação 3 PIPS somente para ficar no ponto de “break-even”. Contudo, terá que utilizar uma folga de valores relativos à utilização do seu stop loss. Pois o Trader já entra perdendo 3 PIPs ou 3 dólares e também, de acordo com o seu trading system e money management, o stop loss deverá ser colocado 20 pips abaixo do preço de entrada. Opa! 20 pips + 3 Pips = 23 pips = 23 dólares nessa negociação. Bom, nesse caso vamos supor que o nosso amigo tenha um capital investido de 1.000 dólares, então nessa operação colocará em jogo mais que 2% de todo o seu capital.
Mas não é nesse ponto que quero chegar, ainda. O que quero deixar claro é o seguinte: imagine que esse trader faça operações de day trading utilizando gráficos de períodos menores, digamos de 5 minutos. O nosso amigo faz em média uns 5 trades por dia. Então vamos continuar aquela sequência superior. 5 x 20( cinco trades durante vinte dias de negociação no mês) x 3(spread) = 300 dólares. Ual! Esse cara deve ser um ótimo Trader, pois para sacrificar a quantia de 300 dólares por mês, somente para pagar o spread dos brokers, então o Trader deve ter uma porcentagem de acertos enorme, isso sem levar em conta as possíveis perdas nas operações.
Veja, entendeu onde quis chegar? Você acha justo pagar um spread de 3 PIPS fixos no EUR/USD? No longo prazo isso prejudicará em muito o seu capital investido.
Conclusão
Se você opera com brokers que cobram spreads fixos e se sente muito bem com isso, então deve ter um ótimo gerenciamento de dinheiro além de ter muitas operações vencedoras. Contudo, por que não operar forex utilizando uma corretora ECN que cobra spreads baixos? Fica a dica!
Sucesso e bons trades!

3 Respostas para Como o spread do seu forex broker pode te prejudicar?

  1. Mario Lago disse:

    Faltou a dica para os novatos que, ao operar no momento que uma notícia é divulgada, esse spread variável pode ultrapassar os 3 pips. Já vi chegar em até 12 pips na divulgação de taxa de juros fora do esperado pelo mercado.

  2. carlos disse:

    procuro corretora de forex com spred baixo mais que tenha suporte em portugues.

  3. Paulo Willer disse:

    Olá. Excelente artigo! Muito bom e ótima dica também dos brokers ECN. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.